fbpx

Dentes Manchados: qual é a causa?

Dentes Manchados: qual é a causa?

Dentes manchados diminuem a auto estima das pessoas e tiram o brilho de qualquer sorriso. Mesmo que ao longo dos anos os dentes percam sua vitalidade devido ao envelhecimento natural ou mesmo pela má alimentação e a falta de higiene bucal, recuperar a tonalidade clara é possível.

Confira em nosso artigo, algumas causas de mancha nos dentes e quais são as formas de tratá-las para que você, que possui dentes manchados, possa voltar a sorrir com mais naturalidade sem precisar ficar com vergonha de mostrar seus dentes brancos e um sorriso perfeito.

Qual a causa das manchas nos dentes?

Diversos fatores podem influenciar para que apareçam manchas nos dentes. Geralmente são causadas por fatores externos, maus hábitos alimentares e de falta de higiene oral. Mas há também causas biológicas e genéticas. As manchas podem ser mais claras, totalmente branca, ou podem apresentar colorações mais escuras, apresentando variações de dentes acinzentados.

Vejamos alguns motivos que podem influenciar para que apresentem manchas escuras nos dentes e contribuir para dentes manchados:

Cigarro

Sem dúvida alguma, o vício do fumo contribui significativamente como uma das principais causas de mancha nos dentes por fatores externos. A nicotina, e as mais de 400 substâncias presentes no cigarro, agridem o esmalte e se acumulam na superfície do dente, causando manchas amarelas e escurecidas. Fumar e tomar um café ao mesmo tempo, hábito de muitos fumantes, potencializa a ação desses agentes nocivos.

Bebidas com corantes

Bebidas naturais ou artificiais com tons escuros, são constituídas de muito corante e pigmentos, como vinho, café, chás, molhos e refrigerantes; tais líquidos são comuns em deixar resíduos que se fixam no esmalte dos dentes e sem uma higiene bucal satisfatória e regular, os corantes tendem a alterar a tonalidade da cor dos dentes deixando-os mais escuros. Confira também 5 alimentos prejudiciais a saúde bucal.

 

Traumas

Traumas também podem influenciar para deixar o dente com um aspecto escurecido. O sangramento em um dente que sofreu um forte impacto pode infiltrar nos dentinários deixando os dentes vulneráveis a alteração da coloração. Vale lembrar, que ao aparecer alguma mancha no dente aparece após um trauma, faz-se necessário realizar um acompanhamento periódico, para avaliar se houve alguma lesão mais grave.

Uso de antibióticos

O uso de alguns antibióticos também são causadores de manchas nos dentes. A tetraciclina ou cloridrato de tetraciclina por exemplo é um antibiótico comum para tratar de diversas infecções causadas por bactérias, como a pneumonia, sinusite, sífilis, laringite, entre outras. Se utilizado em grande quantidade e por tempo prolongado, a tetraciclina provoca uma descoloração nos dentes, causando manchas.

Este antibiótico em específico, é contraindicado durante a gestação, pois, quando usado na gravidez e na primeira infância, pode provocar manchas escuras não apenas nos dentes de leite, mas também nos dentes permanentes das crianças. Portanto, consulte sempre o dentista antes de ingerir qualquer remédio durante a gestação.

Vejamos alguns motivos que podem influenciar para que apresentem manchas brancas nos dentes e contribuir para dentes manchados:

Cárie

Quando surge uma mancha branca no dente provocada por cárie, pode ser o primeiro sinal de desgaste do esmalte e normalmente surge em locais em que há acúmulo de alimentos, principalmente entre os dentes e na região da gengiva, o que causa formação de crostas de sujeiras e proliferação de bactérias.

Quando surge uma cárie, geralmente está relacionada a falta de higiene bucal e consumo em excesso de alimentos doces. Por isso, é de extrema importância escovar os dentes de forma regular, com pasta de dente com flúor e utilizar o fio dental ao menos 2 vezes ao dia, em especial antes de dormir.

Fluorose

O termo fluorose significa a exposição em excesso ao flúor durante o desenvolvimento da dentição; esta exposição pode ser causada por quantidades mais que o normal na utilização de creme dental com flúor ou por aplicações de flúor pelo dentista acima do necessário.

O flúor é um produto químico recomendado para evitar que os dentes percam seus minerais e também impedir o desgaste causados por bactérias e por substâncias presentes na saliva e na alimentação. Geralmente é aplicado em consultório odontológico a partir dos 3 anos de idade, mas também pode estar presente em cremes dentais, sendo utilizado uma pequena quantidade no dia-a-dia.

Embora o flúor possa ser benéfico para os dentes na maioria dos casos, é comum que as pessoas excedam as doses recomendadas e necessárias para ajudar a combater as cáries, causando a fluorose dentária. Com isso, aparecem manchas na superfície dos dentes, de tons que variam entre o branco e o marrom claro, deixando também o dente mais opaco que o normal. Geralmente acomete crianças de 0 a 12 anos em regiões onde a água é fluoretada ou possui nível de fluoreto natural maior que 4mg/L.

Hipoplasia de esmalte

O termo hipoplasia do esmalte refere-se a uma formação incompleta ou deficiente da matriz orgânica do esmalte. A hipoplasia do esmalte dentário acontece quando o corpo não é capaz de produzir a quantidade suficiente da camada dura que protege o dente, conhecida como esmalte, surgindo alterações na cor, pequenas linhas ou até que falte uma parte do dente, dependendo do grau da hipoplasia.

Pessoas que apresentam tal deficiência nos dentes, apresentam maior chance de possuir cáries e sofrer com a sensibilidade, por isso é importante ir ao dentista regularmente e manter boa higiene bucal. Embora possa aparecer em qualquer idade, a hipoplasia é mais frequente em crianças, especialmente antes dos 3 anos de idade e, por isso, se por volta dessa idade a criança ainda estiver com dificuldade para falar pode ser importante ir ao dentista e confirmar se está relacionado a um caso de hipoplasia, já que a falta de esmalte no dente pode causar muita sensibilidade, dificultando a fala.

As manchas causadas pela hipoplasia são facilmente tratadas por meio de clareamento dentário ou uso de cremes dentais remineralizadores. No entanto, se além das manchas houver falta de partes de dentes, pode ser indicado pelo dentista a realização de implantes dentários.

 

O que fazer se há dentes manchados?

Para evitar o surgimento de manchas no dente é recomendado ir periodicamente ao dentista para que seja feita uma limpeza de rotina, em que é feita remoção de placas, tártaros e algumas manchas. Qualquer mancha nos dentes e dentes manchados, devem ser avaliados pelo dentista, para que ele identifique as causas e indique a melhor abordagem.

Além disso, pode ser recomendado pelo dentista uma mudança na alimentação caso esta esteja influenciando na saúde bucal, evitando alimentos e bebidas ácidas para que não ocorra mais danos ao esmalte do dente. É importante, também, realizar a higienização bucal correta, pelo menos 2 vezes ao dia, por meio da escovação e do uso do fio dental. Saiba como escovar os dentes corretamente.

Caso já houver dentes manchados, é importante saber que para a maioria das manchas há tratamento. Em alguns casos, o dente volta a ter sua cor natural. Em outros, só será possível amenizar a tonalidade da mancha e melhorar a estética do sorriso. O dentista poderá indicar a realização de microabrasão, que corresponde a um desgaste superficial do dente, ou o clareamento dental com uso de laser e produtos químicos. Em últimos casos, a cobertura do dente com lentes de contato dental pode ser uma solução mais viável.

Fonte: TuaSaude, Compass

Adicionar Comentário

×
Olá, notamos que você está pesquisando sobre Dentes Manchados. Se você sofre com este problema ou está pesquisando para alguém, fale conosco e agende uma consulta agora mesmo. Clique no ícone abaixo para falar via Whatsapp.